COMO A SIMBOLOGIA DAS CORES PODE AJUDAR SUA MARCA

As cores principais da minha marca são ciano, magenta e amarelo porque essas são as três cores primárias que dão início a tudo. Mas aqui no site eu uso como cor secundária um tom de laranja que traz alegria, otimismo, confiança, proximidade... Quais são as cores principais da sua marca? Ou melhor: você já pensou o impacto que as cores da sua marca tem na sua comunicação? Porque se há algo verdadeiro com as cores é que elas comunicam em forma compulsiva, sem pedir permissão. Por isso, é bom se atentar com suas escolhas, não seja que sua comunicação visual esteja sabotando a forma em que se apresenta a seus clientes.

Quando se trata de cores estamos falando de percepção, da forma como nossos olhos captam os estímulos visuais e como o nosso cérebro lhes dá significado na forma de cores. Isso levado ao nosso mundo de empreendedorismo quer dizer o que exatamente? Que as cores podem ajudar você (e muito) a se conectar com o seu cliente ideal.

Cores podem ajudar a que sua marca seja percebida como confiável, jovem, moderna ou comprometida com o meio ambiente, tudo depende do que você queira comunicar e seja representativo da sua verdadeira identidade.

Ou seja, cores podem influenciar nas emoções e sensações respeito da sua marca. Isso, em última instância, vai influenciar algum comportamento que sempre esperamos seja o de identificação com o público ideal e claro, uma ação a favor (compra, recompra, consumo, recomendação, e por aí vai).

E aqui esbarramos no primeiro detalhe importante que não pode passar desapercebido: antes de sair escolhendo cores você precisa saber tudo sobre sua marca, seu produto, seu projeto ou até você mesma, caso seu interesse seja em definir cores para uma marca pessoal.

O segundo detalhe importante é que você precisa saber tudo sobre como as cores comunicam. Precisa saber que as cores comunicam em um nível universal (limitado pela cultura) e também em um nível pessoal.

Dito em forma mais simples ainda e usando um exemplo meu: eu sei que amarelo é a cor da alegria em um sentido universal, mas em forma pessoal o azul acqua me traz muitas lembranças alegres na minha vida.

Também precisa estar por dentro do que acontece no seu mercado, categoria de produto e claro, quais cores e paletes são as mais usadas pelos seus concorrentes. Essa informação é relevante de duas formas: para se adequar a códigos cromáticos de mercado se isso for condição para o sucesso, ou para quebrar com esses códigos se essa for a melhor forma de se destacar e construir sua própria história.

Vamos repassar juntos aspectos importantes do simbolismo das 11 cores principais.

Vermelho é uma cor de opostos: do amor à ira, da paixão ao ódio. É uma cor que chama muito a nossa atenção e que nos move para ação. Por isso é muito usada como chamariz em botões de "Compre agora". Se você está lendo isto é provável que seja visitante frequente de mídias sociais. Já reparou na forma em que YouTube e Pinterest usam vermelho nos botões de ação?


Amarelo é o otimismo em pessoa e vivemos rodeados de estímulos que reforçam esse lado solar e caloroso da cor. Exceto quando se trata de amarelos desbotados ou escurecidos (que ficam esverdeados) e passam sentimentos opostos que podem chegar até a loucura. Ou mesmo quando usado em excesso, que pode muito bem alterar os nervos.


Laranja é a cor da diversão e para muitos a cor da criatividade (eu sempre vejo muita mais criatividade no amarelo do que no laranja, mas não há verdades absolutas nas cores). É uma cor entusiasta que sempre traz sentimentos positivos e até de bem estar.


Azul é a cor da estabilidade, da confiança e, quando se trata de tonalidades mais claras, também da calma. É uma cor introspectiva que pode levar até a tristeza. Estamos carecas de ver azul em marcas de tecnologia e também em outros segmentos que precisam de uma boa dose de confiabilidade para fazer negócios como instituições financeiras e de saúde, por exemplo.

Verde é a cor do balanço e do equilíbrio. É uma cor que respira contato com a natureza e tudo que vem junto como fertilidade, jovialidade, saúde, orgânico e cuidado com o meio ambiente.

Violeta é uma cor ambígua e com uma simbologia muito ligada à história. Foi Júlio César quem tomou posse da cor como um monopólio do imperador. De lá para cá ainda continuamos associando a cor com poder e nobreza. Também é uma cor cheia de dualidades por ser a mistura de vermelho e azul, um carnal e outro espiritual.


Rosa é uma tonalidade de vermelho que é promovida a cor quando se trata de simbologia pelo simples fato de representar aquilo que somente pode ser rosa como a doçura e o romantismo. Também é uma cor muito ligada ao feminino mas eu acredito que isso é algo que está em transição já que não considero a delicadeza e a doçura atributos exclusivamente femininos. Longe disso. Quando pink, sua simbologia se assemelha muito ao vermelho.


Branco é o começo de tudo, a cor das mil possibilidades. É considerada a cor da inocência e da clareza. Mas também do estéril e do super processado, anti-natural. Junto com preto e cinza são cores que parecem atuam como um manto protetor, nos dando segurança.


Preto é a cor mistério e da sofisticação. Graças a Coco Chanel é uma cor que pisa forte no mundo da moda e de tudo que pretende ser entendido como exclusivo. Escrevendo isto não posso tirar da cabeça a mídia que vi ontem da nova geladeira preta da Electrolux. Puro luxo. E repara em como os alimentos ficam iluminados perto do preto, aí sim vi um ganho real em trazer preto para a cozinha.


Cinza é uma cor com nenhuma conotação positiva exceto pela nova onda da aceitação da idade com orgulho, representado pelo cabelo grisalho (especialmente em mulheres porque homem grisalho sempre foi charmoso). Para os amantes de cinza vale dizer, antes de quem fiquem muito desapontados, que é a melhor companhia para as cores e que sua neutralidade (quando não tem um subtom expressivo) pode muito bem ser explorada como um valor.


Marrom é a cor da terra. E o que pode ser mais seguro e confiável do que estar em terra firme? Por vezes deixada de lado por ser também a cor dos excrementos, hoje vive um momento de auge pela sua ligação com tudo que é natural e orgânico.


Agora que já sabe como a simbologia das cores pode ajudar sua marca está na hora de botar tudo em prática. Você pode usar este pequeno guia - passo a passo - como ajuda:


  1. Começa definindo a identidade da sua marca (empreendimento, produto, projeto ou mesmo você se trata de uma marca pessoal).

  2. Analisa os códigos cromáticos do mercado, categoria de produto e dos teus concorrentes.

  3. Escolhe as cores considerando a simbologia mais universal aqui descrita e presta atenção à força das tonalidades, ou seja como diferentes tonalidades de cada cor podem impactar na su simbologia.

  4. Monta a tua paleta de cores. Ela pode estar formada por uma cor (ou mais) principal, cores secundárias e sempre é bom listar também as cores neutras (cores de fundo e cores usadas em tipografia de textos, por exemplo).

  5. Antes de bater martelo é recomendável fazer testes de como esta paleta de cores funciona em diferentes pontos de contato como sua logo, site, mídias sociais e também papelaria, loja, uniformes de funcionários se tiver.

E se este tema te interessa presta atenção no teu email nos próximos dias porque vou oferecer uma oferta especial para o meu treinamento online e ao vivo "Cores e Emoções". Vou enviar essa oferta somente para quem tiver interesse no assunto e quem se cadastrar na lista prioritária do treinamento online e ao vivo.

>>> Acesse aqui para fazer seu cadastro na lista prioritária.


Veja estes outros blog posts que podem ser interessantes na hora de definir a paleta de cores para sua marca (clique nos links abaixo):


Abraço colorido,


Felicitas








Imagens: captura de tela de YouTube, Jac Alexandru, Timo Wagner, Luis Melendez, Alyani Yang, b0nn13, Jason Leung, Nordwood Themes, site Electrolux, Annie Spratt, Giorgi Iremadze todas via Unsplash.