USE A LINGUAGEM DAS CORES AO SEU FAVOR.

Quando casei a decoração das mesas era com flores multicoloridas, todas do jardim da minha mãe, isso me fazia sentir felicidade. Também vesti um vestido off-white, não branco, porque me parecia que tinha mais a ver comigo. Quando minha mãe sabe que estou tristonha sempre me diz "Feli, coloca um pouco de brilho nos lábios, blush nas bochechas e vai em frente, não saia de cara de lavada". Antes da pandemia comprei uma saia toda multicolorida de tecido africano que adoro usar com uma camiseta preta, o conjunto me faz sentir poderosa. E ao redecorar o quarto dos meus filhos, quando Manuela nasceu, optei por trazer um tantinho de rosa e muito verde clarinho e azul acqua. Estas últimas duas cores porque me trazem calma e porque combinam muito bem em um quarto compartilhado entre uma menina e um menino.

Você percebeu todas as emoções e mensagens - muitas delas subconscientes e agora evidenciadas - envolvidas com algumas das minhas escolhas de cores? Agora pára um minuto a leitura e pensa nas tuas próprias experiências coloridas e como elas estão ligadas com as tuas emoções e sensações. Se prepara para boas descobertas e reflexões!

Essa é para mim a melhor forma de encarar o estudo da Psicologia das Cores, vendo que não se trata de algo alheio ao nosso dia a dia. Pelo contrário! Não há dúvidas de que cores e emoções estão ligadas, isso se faz presente na nossa própria vida diária. Quando isso fica evidente, e se você trabalha com projetos ou produtos coloridos (como eu, que faço projetos de interiores) entra em jogo o famoso "já que".

Ja que... as cores vão provocar emoções e sensações, vale muito a pena fazer escolhas conscientes e com intenção para aproveitar ao máximo a força da linguagem emocional das cores. E também evitar os desconfortos que uma escolha desafortunada de cores pode provocar como sugar a nossa energia, nos desconcentrar, não evidenciar o melhor do nosso interior (ou de nossos clientes). E em se tratando de produtos, não vender e ficar com estoque parado.

Por esse motivo é importante conhecer os efeitos que as cores podem provocar, as simbologias mais universais. Também despertar a nossa consciência para a força das nossas memórias afetivas coloridas e por último, alguns conceitos fundamentais da teoria das cores que influenciam nos significados e mensagens que as cores transmitem.

Vamos mergulhar nas ideias mais universais por trás das cores.


- VERMELHO é a cor da paixão (do amor ao ódio), da energia, do calor, da força física, da coragem, da rebelião, do confronto, do movimento, da ação, da sobrevivência.


- ROSA é a cor do carinho, do romantismo. É a inda a cor da feminilidade (mesmo que rosa não é mais de domínio exclusivo das mulheres).

- AMARELO é a cor do sol, da alegria, do otimismo, da auto-confiança.


- LARANJA é a cor da amizade, uma cor quente, amigável, divertida e enérgica.


- AZUL é a cor da calma, da serenidade, da reflexão, da lógica.


- VERDE é a cor da vida, do balanço e da harmonia, nos conecta com a natureza e é calmante.


- VIOLETA é a cor da espiritualidade, nos conecta com o universo, com algo superior. É uma cor reflexiva, meditativa, contemplativa.


- MARROM é uma cor que transmite segurança, solidez, confiança. É acolhedora e confortável.


- BRANCO é a cor da paz, da calma, da pureza e da simplicidade. É a perfeição, é puro.


- PRETO é a cor da elegância, do glamour, da sofisticação, da autoridade e do mistério.


- CINZA é a cor da solidão, da tristeza, do vazio emocional.


Estas simbologias mais amplamente difundidas encontram dois limites que são as tradições culturais e mais importante ainda, as memórias afetivas que conformam a nossa história de cor. É sempre importante lembrar que - mesmo as cores sendo universais - nos relacionamos com elas em forma pessoal.


Isso abre uma incrível oportunidade de aprofundar no autoconhecimento da forma em que cada um de nós se relaciona com as cores. Esse autoconhecimento te da poder e é o primeiro passo para reconhecer que o seu cliente ou público alvo pode ter uma história de cor totalmente diferente à sua, mas tão importante quanto.


Vale reforçar que a história de cor de cada um de nós fala mais alto do que qualquer simbologia universal das cores. Tal é sua força.


É tão vasto o mundo da psicologia das cores que, na hora de analisar a forma em que diferentes cores afetam as emoções, é necessário prestar atenção também ao papel das tonalidades nisso tudo. Se uma cor é vibrante ou apagada, se é clara ou escura, se é quente ou fria, tudo isso afeta a forma em que nos sentimos na presença delas.


>>> Cores vivas são energéticas.


>>> Cores apagadas são suaves.


>>> Cores claras são calmas.


>>> Cores escuras são misteriosas.


>>> Cores quentes são otimistas.


>>> Cores frias oferecem mais segurança.


A força da linguagem das cores é tal que influencia as nossas preferencias, decisões coloridas, os objetos que decidimos comprar, quais roupas usar e a forma em que as cores decoram os ambientes nos quais moramos.


Não estranha que a efeito que as cores têm nas emoções seja um dos temas que mais desperta curiosidade no mundo das cores. O profissional que usa cores em projetos ou produtos precisa sempre estar estudando e se atualizando no que diz respeito a como as cores e as emoções se combinam. Esse é o primeiro passo para usar cores com intenção e propósito. É um tema vasto, rico, gostoso e divertido.


Abraço colorido!

Felicitas


Fotos via Pexels - Vermelho de Alina Blumberg, Rosa de The Lazy Artist Gallery, Amerelo de Dagmara Dombrovska, Laranja de anna-m.w., Azul de Pixabay, Verde de Kourosh Qaffari, Violeta de Karolina Grabowska, Marrom de Alesia Kozik, Branco de gdtography, Preto de Sy Donny, Cinza de Max Vakhtbovych.