COMO CRIAR UMA PALETA DE CORES ÚNICA PARA SUA MARCA

Cor é o principal elemento para reconhecer uma marca. Sim, eu sei que quando pensamos em marcas também vem na cabeça coisas importantes como formas, linhas, elementos; e claro, valores, ideias, causas. Mas, dentre todos eles, cor é o principal elemento para transmitir e gerar emoções em forma tão rápida que muitas vezes se torna subconsciente. Se você está empreendendo já deve ter se deparado na importância de ter uma identidade visual - de seu produto, seu serviço ou até de você mesma - coesa. Tendo isso em mente como objetivo final, vou te mostrar como criar uma paleta de cores única para sua marca.

Se estamos falando de identidade visual o primeiro que você deve ter muito claro é qual é a identidade da sua marca. E isto vale tanto se você cria e comercializa produtos, ou se desenvolve e presta serviços. Essa identidade tem a ver com seus objetivos, seus valores e sistema de crenças que sustentam sua mensagem, também com o seu público target e como você deseja que eles percebam seus produtos, seus serviços ou até você mesma. Assim um bom exercício seria responder às seguintes perguntas:

  • Quais são os objetivos da sua marca?

  • Quais são os valores e crenças que sustentam sua mensagem?

  • Quais emoções e sensações deseja transmitir com sua marca?

  • Quais são os traços de personalidade da sua marca (ou de você mesma)?

Uma dica boa é realizar uma lista de frases e adjetivos que descrevem a sua marca. Vou te dar como exemplo a forma em que eu descrevo minha marca Cores Lovers.

Cores Lovers é livre, sem regras, corajosa, inspiradora, alegre, otimista, confiável, fácil de entender, aprende fazendo, criativa, verdadeira e bela.

Tendo clareza sobre a sua identidade visual vale a pena dar um mergulho no entendimento do mundo colorido e da psicologia das cores. E nisso eu posso te ajudar!

Por que é importante a psicologia das cores? Porque a cor tem dois lados. Um lado fisiológico pelo qual todas as pessoas enxergamos cores da mesma forma. E um lado psicológico pelo qual sabemos que é o nosso cérebro que recebe os estímulos visuais e ele dará um significado particular a esse estímulo dependendo de inúmero fatores como nacionalidade, lugar de nascimento, história familiar, língua, educação, medos, preferências, experiências, etc.). A verdade é que fazemos o tempo todo associações pessoais das cores em forma consciente ou inconsciente.

Olha aqui um resumo das emoções e sensações mais básicas que transmitem as cores primárias, as cores secundárias, o marrom, o cinza, o branco e o preto.


- VERMELHO paixão, energia, coragem, movimento, ação, dinamismo.


- AMARELO alegria, otimismo, auto-confiança, criatividade.


- AZUL calma, serenidade, reflexão, introspecção, lógica, confiança.


- LARANJA amizade, diversão, entusiasmo, criatividade, aconchego, conforto. - VERDE vida, balanço, harmonia, equilíbrio, serenidade, crescimento, prosperidade.

- VIOLETA espiritualidade, reflexão, meditação, contemplação, imaginação, luxo, poder.


- MARROM segurança, solidez, confiança, conforto, acolhimento.


- CINZA solidão, tristeza, vazio emocional, segurança, modernidade.


- BRANCO paz, calma, simplicidade, pureza, perfeição, clareza.


- PRETO elegância, sofisticação, autoridade, poder, mistério.


É importante lembrar que a psicologia das cores é dependente do contexto e das experiências pessoais. Mas, começar fazendo uma análise pelos simbolismos mais diretos não somente é correto como também necessário.


Tenha sempre em mente que usar cor não se trata somente de embelezar, também trata disso, mas as cores têm o poder de transmitir emoções e comunicar mensagens complexas em forma simples. Somente pensar em marcas reconhecidas e em como suas cores são fortes elementos da sua identidade. O maior exemplo que eu vi recentemente foi quando o Banco Itaú fez uma publicidade no fim de 2020 com uma mensagem de muita esperança e não usou a logo na publicidade mas a direção de arte fez um uso lindo das suas cores de marca. Vejam aqui no filme:



Veja como em nenhum lugar do filme aparecem o laranja nem o azul intenso tão característicos do Banco Itaú (eles aparecem na bolinha mas isso é porque peguei o filme do canal do Itaú no Youtube - quando saiu na TV isso não aparecia). Isso porque nesta publicidade eles usam outras tonalidades de laranja e azul que são suas cores principais. Uma movida audaciosa mas muito boa considerando o enorme reconhecimento de marca que eles têm no Brasil.

Mas quero usar esse gancho para te contar algo bem importante. Quando falamos de cores há muitas mais tonalidades do que estas que estão listadas aqui acima (vermelho, amarelo, azul, verde, laranja, violeta, marrom, cinza, branco e preto). Em forma simples podemos agrupar todas as tonalidades em: cores cálidas, cores frias, cores claras, cores escuras, cores vibrantes e cores apagadas. Dependendo do tipo de tonalidade, elas transmitem diferentes sensações e emoções:

- As cores cálidas típicas são vermelho, laranja e amarelo. Elas remetem ao sol, ao fogo e ao calor e têm a habilidade de trazer força e personalidade.

- As cores frias típicas são verde, azul e violeta. Nos fazem lembrar da água e do céu, e normalmente provocam calma e relaxamento.

- Cores claras são todas as que trazem branco na sua mistura; elas passam sensação de descanso, quietude, inocência e/ou relaxamento.

- Cores escuras são as que trazem preto na sua mistura. Essas tonalidades transmitem seriedade, sofisticação, maturidade e/ou dramaticidade.

- Cores vibrantes são todas aquelas que mais se aproximam da versão “pura” da cor, são muito vistosas e atraem muito o nosso olhar, chamam muito a nossa atenção. As tonalidades mais vibrantes inspiram excitação, alegria, movimento, ação e/ou dinamismo.

- Cores apagadas têm o cinza na sua mistura. São cores de alguma forma similares às cores claras, mas dependendo de quão “sujas” elas sejam, podem parecer sérias, sem vida ou antigas.

Isto é importante porque - na grande maioria das vezes - a escolha da cor adequada depende mais da tonalidade do que da cor em si. Ou seja, muitas vezes você vai chegar primeiro a uma cor determinada mas será necessário um pequeno ajuste na sua tonalidade para chegar à cor certa.


Por esse motivo, recomendo que faça download do "Guia visual de 100 tonalidades para usar cores sem medo" um material gratuito que será de grande ajuda na hora de avaliar diferentes tonalidades para a paleta de cores da sua marca.


Antes de sair criando sua paleta de cores sugiro que você também complete estes outros dois passos:

  • Situe sua marca dentro do contexto maior do mercado no qual atua. Isso é importante porque há mercados que fazem uso de códigos de cores muito fortes. E conhecer isso pode ser valioso por dois motivos: você pode escolher criar sua identidade visual seguindo os códigos do seu grande mercado ou você pode optar por fazer algo disruptivo e criar o seu "oceano azul" para nadar sozinha em novos mares :) Claro que toda escolha leva prós e contras e como estamos falando em comunicar mensagens em mercados que muitas vezes estão saturados e com clientes que têm pouco tempo para processar informações, o fato de ser disruptivo é muito bom mas também pode ser que leve mais tempo ou trabalho para o teu cliente entender que você - que é tão diferente - atua naquele mercado já conhecido. Nesse caso é importante que outros elementos da tua marca reforcem a mensagem facilitando a vida do consumidor.

  • Pesquise as paletas de cores das suas marcas concorrentes assim você pode fazer algo único mesmo que opte por seguir os códigos do grande mercado no qual atua.

Agora você já tem todas as informações que precisa para criar uma paleta de cores única para sua marca. Resta escolher essas cores e tonalidades que falarão do seu produto, do seu serviço ou de você mesma. Segue este passo a passo:


  1. Defina sua cor principal. Essa cor principal - podem ser duas ou três também - será a mais importante da paleta. É uma cor que por si só transmite a mensagem central da sua marca.

  2. Defina as cores secundárias. Uma marca pode ter 2, 3 ou 4 cores secundárias. São com elas que a paleta de cores se forma e completa.

  3. Defina as cores neutras que completam sua marca. Aqui estamos falando de tons de branco, preto ou cinza que fazem parte da sua comunicação, são o pano de fundo mas não por isso menos importantes.

Veja como exemplo a paleta de cores da minha marca que você vê o tempo todo em ação aqui no site de Cores Lovers.

Por último, siga estas dicas finais para ter certeza que chegou a um resultado satisfatório:

  • No processo de escolher suas cores faça testes com diferentes tonalidades para a mesma cor até encontrar aquelas que representam em forma única sua identidade de marca.

  • Uma vez que chegou a uma paleta final faça alguns testes com diferentes combinações das cores da mesma paleta para experimentar e sentir como elas funcionam em conjunto.

  • Pense em como essas cores vão se comportar na sua logo, no seu site e nas suas mídias sociais. Faça diferentes exercícios para confirmar que chegou naquela paleta de cores que transmite em forma única sua identidade de marca.

  • Seja consistente no uso da sua paleta de cores única para construir uma marca sólida e confiável.


Agora é com você, mãos à obra para criar sua paletas de cores única :)


Abraço colorido!


Felicitas