PASSO A PASSO PARA COMBINAR ESTAMPAS COLORIDAS

Estofados, cortinas, tapetes, papel de parede, revestimentos... as possibilidades para usar padrões ou estampas em um projeto de interiores são infinitas! E ainda quando isso pode parecer esmagador é muito atraente a possibilidade de usar estampas coloridas em interiores para desenvolver um projeto único super personalizado. ⁠

Pensando nisso quero compartilhar com você um passo a passo para combinar estampas coloridas. Algo que você possa trazer para dentro do teu processo de trabalho, adaptando às tuas necessidades de projeto... mas com a certeza de evoluir no uso de estampas coloridas.

Vamos lá!


Passo 1: a casa é um reflexo dos seus moradores, das suas histórias e dos seus sonhos e desejos. Há também uma relação íntima entre cores, estampas e texturas. Elas 3 juntas podem muito bem contar uma história, um sonho ou um desejo. Por isso o ponto de partida deve ser a pessoa, a família... o morador. Vale a pena investir um bom tempo em conversas de qualidade com os teus clientes. O nosso trabalho, seja você designer de interiores ou arquiteto de interiores, é um trabalho que requer uma certa intimidade. Ás vezes pode ser difícil estabelecer essa conexão logo de cara. Mas ser um bom ouvinte, ser generoso na escuta, ter um "plano de vôo" prévio de como conduzir essas conversas e dedicar tempo a entender as necessidades do outro, do nosso cliente... esse é o primeiro passo. Passo 2: você precisa descobrir agora quais cores, estampas e texturas contam a história, o sonho ou desejo do nosso cliente. Para levar adiante essa pesquisa você pode usar algum de 4 métodos:

1. ajudar o teu cliente a olhar o passado (rever fotos, conversas com familiares e amigos que o levem a revisitar o passado, por exemplo)

2. ajudar o teu cliente olhando para o presente (o que ele gosta?, qual livro está lendo?, quais músicas o fazem vibrar?, por exemplo)

3. ajudar o teu cliente a olhar o futuro (sonhos, lugares que quer visitar, por exemplo)

4. o teu cliente também pode achar pistas através de experiências que despertem os sentidos (visitas a museus, novos restaurantes e novos sabores, por exemplo).⁠ Passo 3: fazer um moodboard que resume tudo que coletou nos passos anteriores. Sim, é importante que nos passos anteriores você faça um bom registro com notas, fotos, áudios, recortes. Tendo tudo na mão você vai editar essa coleção deixando as melhores ideias sobressaírem frente as outras. ⁠ Passo 4: lembrar sempre o teu cliente que na hora de encontrar a história, os sonhos e desejos que vão povoar a casa... o importante é o caminho e não o destino. E nada precisa ser permanente, tanto nós como nossas casas estamos em constante mudança.⁠ Trazer essa reflexão pode trazer uma leveza necessária para o processo de achar um caminho criativo. Isso não quer dizer que não iremos tomar decisões que vão significar um investimento. E eu sei que não trocamos o estofado do sofá nem a cada 2, nem 3, nem 4 anos. O que quero dizer aqui é que ajudemos o nosso cliente a levar adiante esta pesquisa com leveza, com alegria, com engajamento, com um olhar carinhoso sobre a forma em que ele quer viver dentro de casa. Passo 5: visitar lojas amigas, lojas parceiras, lojas de novos talentos e empreendedores levando o nosso moodboard (ou registro dele) conosco. Buscar e garimpar aqueles tecidos, texturas e objetos que melhor vão contar a história do teu cliente. ⁠ Isso é tudo!⁠ 💛


Boa semana colorida!

:) Felicitas




Felicitas Piñeiro. Diretora Criativa e fundadora.

Especialista em cores e designer de Interiores.

Use cores sem medo.
Não existe emoção sem cor. 
felicitas@coreslovers.com
Rua Cristiano Viana 288, Pinheiros - São Paulo

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon

© 2020 por Cores Lovers.