O QUE FAZ VOCÊ ESCOLHER UMAS CORES FRENTE A OUTRAS?

Por que enquanto uns preferem cores escuras e intensas outros preferem cores claras e suaves? Já se perguntou por que prefere essa ou aquela cor e oferece resistência ao resto? O que faz você escolher umas cores frente a outras?



A cor tem uma forte influência na nossa vida - na nossa casa, nas nossas roupas, nos produtos que compramos, nas nossas emoções. E essa influência pode ser mais ou menos consciente. Por exemplo, será uma decisão mais consciente se escolho uma peça de roupa porque está na moda, ou se decido pintar a minha sala na última tendência da cor do ano. Mas para o profissional das cores é mais interessante se aproximar das respostas não tão obvias que temos frente às cores.


Dentre as respostas não tão obvias, vale a pena fazer uma distinção. Quando estudamos psicologia das cores, estamos entrando no mundo dos simbolismos das cores e estudamos a forma inconsciente em que as cores influenciam nossos sentimentos, comportamos e a forma em que interagimos com os outros. Por exemplo, imagine que está entrando em um quarto e ele está inteiramente pintado de azul, diferentes tonalidades de azul, mas tudo azul. Quais são suas sensações? Agora, imagine que está entrando em um outro quarto e ele está inteiramente pintado de vermelho, diferentes tonalidades de vermelho, mas tudo vermelho. Quais são suas sensações?


Essa diferença de sensações frente ao azul e ao vermelho, podemos dizer que se deve ao que conhecemos como psicologia da cor, e é claro que a psicologia da cor azul é diferente da psicologia da cor vermelha. Mas agora, vamos pensar o seguinte. Quando entra no quarto azul você lembra que na sua infância o uniforme da escola que vestia todos os dias era azul também, e ainda que as memórias ligadas à escola não sejam exatamente ruins, você sente o azul como "mais do mesmo". E quando entra no quarto vermelho você lembra que a sua avó, que por sinal mantinha o cabelo ruivo, sempre pintava as unhas de cor vermelho vivo e te dava beijos fortes deixando a marca do batom vermelho na tua bochecha, você adorava brincar com a sua avó. Você imagina que estas memórias ligadas à cores podem influenciar a forma em que você se relaciona com estas cores?



Se tua resposta é sim, saiba que é assim mesmo, e isso é o que chamamos de "associações de cores pessoais". As respostas emocionais às cores são em grande parte baseadas nas nossas experiências e memórias. E ainda quando possam parecer respostas inconscientes elas não são. Muitas vezes o que acontece é que esquecemos trechos, partes da nossa história, eles ficam escondidos, em uma pilha de memórias sem fim.


Como diz Moll Anderson no seu livro 'Change your home, change your life with colour', "A maioria das pessoas assume que quando olham para uma cor, é estritamente um sentido visual usando somente seus olhos. A verdade é que, quando olhamos para uma cor, não é somente com os nossos olhos; absorvemos a cor como uma experiência sensorial completa. Isso inclui todos os nossos sentidos, nossas emoções, nossas experiências, e ainda nossas memórias da infância, boas e ruins, até este preciso momento."


Então voltando lá no começo, por que é importante para o profissional das cores se aproximar das respostas não tão obvias que temos frente às cores? Porque as "associações de cores pessoais" sempre estarão por cima de toda simbologia das cores ligada ao conceito tradicional de psicologia da cor. Portanto, é importante conhecer de psicologia e simbologias das cores? Sim, claro! Mas é mais importante ainda que você acesse a história da cor do seu cliente (que pode ser uma pessoa física ou até mesmo uma marca se você é designer de produto, por exemplo).


A ideia de que todos temos uma "história de cor" é também uma ideia vinda da Moll Anderson que eu tive a felicidade de conhecer também por um outro livro fofo que chama "What's your color story". Desde então eu tenho pesquisado muito sobre isso e uso o conceito de "associações de cores pessoais" em todos os meus cursos, workshops e claro, no meu trabalho como designer de interiores com clientes.


E vale a pena fazer novamente uma distinção para o profissional das cores:

- quando você acessa a história da cor do seu cliente, estará ganhando um grande conhecimento para ajudá-lo a tomar as melhores decisões de cores baseado na sua recomendação.

- quando você acessa a sua própria história da cor, estará ganhando um auto-conhecimento fundamental que ajudará você a usar cores com mais confiança, a não cair na armadilha de usar sempre as mesmas soluções de cores e a entregar ao seu cliente o que ele precisa ainda quando se trata de cores resistidas por você. Eu acredito tanto nisto que preparei um resumo de perguntas que podem ajudar você a acessar sua história da cor. Aproveite este material gratuito para se aprofundar no auto-conhecimento que todo profissional das cores precisa: faça download do Guia - Qual é sua história de cor? aqui.


Se gostou deste conceito e ainda não tem o eBook "Use cor sem medo em 10 passos com dicas práticas - Para profissionais" saiba que pode fazer download clicando aqui. Nesse eBook verá estas ideias e conceitos junto a outros que considero fundamentais para o profissional das cores que quer usar cores com confiança nos seus projetos com clientes, ou simplesmente trazer novidades para o seu processo criativo com cores.


Até a próxima semana!

Abraço colorido! 💛

Felicitas




Felicitas Piñeiro. Diretora Criativa e fundadora.

Especialista em cores e designer de Interiores.

Use cores sem medo.
Não existe emoção sem cor. 
felicitas@coreslovers.com
Rua Cristiano Viana 288, Pinheiros - São Paulo

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon

© 2020 por Cores Lovers.