COMO ESCOLHER AS CORES QUE COMUNICAM AS EMOÇÕES CERTAS?

As emoções mandam. Só entrar no mundo das cores para ver como isso é verdadeiro. Ainda quando as cores são bonitas e também usamos cores para embelezar, o verdadeiro sentido das cores é usá-las com intenção para provocar as emoções e sensações certas. Então a pergunta do milhão é: como escolher as cores que comunicam as emoções certas?

O motivo pelo qual as cores comunicam emoções é porque se trata de uma sensação visual que tem ligação direta com o nosso cérebro. Quando vemos uma cor esse estímulo viaja até o cérebro e é nele que "a cor acontece". É o nosso cérebro que dará significado a essa cor. E o mais incrível deste processo é que essa resposta pode ser única para cada pessoa.


Ainda quando há uma ligação das cores com respostas biológicas, com arquétipos do inconsciente coletivo, associações simbólicas apreendidas, influências culturais e modas e tendências que podem fazer com que sejamos eventualmente mais ou menos favoráveis a uma cor em determinado momento, a percepção das cores é pessoal.


Não somente não podemos saber como exatamente uma pessoa está vendo uma cor, como também não podemos saber a impressão que cada pessoa terá sobre uma cor determinada.


Aquela pergunta inocente de quando somos crianças: qual é sua cor favorita? Não poderia ser mais significativa e guardar nela muito do que eu chamo autoconhecimento em cores, ou a nossa história de cores.


Chegado este ponto você deve estar se perguntando: Felicitas, se cada pessoa sente as cores de uma forma particular, como posso ter certeza que vou escolher as cores que transmitem as emoções certas?


>>> Antes de seguir adiante com a leitura um aviso: logo mais vou te propor alguns exercícios, tenha em mãos um caderno ou folha junto com uma caneta ou lápis para fazer anotações.


Para transmitir as emoções certas com cores é preciso ter familiaridade com duas ferramentas que vão te ajudar nisso: ter conhecimento de Psicologia das cores e das tonalidades, e saber usar na prática conceitos da Teoria das cores como luminosidade, saturação, temperatura, contraste e composição.


Conhecer as simbologias universais das cores é o primeiro passo. Mas, ainda que é fundamental não é suficiente porque as tonalidades das cores (se está usando uma cor em uma tonalidade mais clara, ou mais escura, ou mais vibrante ou mais apagada) podem ser definitivas para entender a mensagem de uma cor e até se opor ao simbolismo mais universal.

Vamos ver um exemplo: pensa na primeira ideia que vem na tua cabeça quando pensa em vermelho Ferrari. Pensou? Toma nota no teu caderno. Agora pensa na primeira ideia que vem na tua cabeça quando pensa em rosa bebê. Pensou? Toma nota no teu caderno.

Eu tenho total certeza que você pensou em ideias diferentes. O mais curioso é que vermelho Ferrari e rosa bebê são tonalidades da mesma cor, vermelho. Uma mais pura e vibrante, a outra mais clara.



Essa é a força das tonalidades e o impacto nas emoções que transmitem.



Mas não acaba aí. Cores mais frias ou cores mais quentes também terão impacto nas emoções que transmitem. Vamos a ver um exemplo: pensa na primeira ideia e emoção ao ver o mar azul na costa sudeste do Brasil (na foto o mar do litoral norte de São Paulo, o mar que eu mais conheço). Pensou? Toma nota no teu caderno. Agora pensa na primeira ideia e emoção ao ver o mar azul no Caribe (na foto o mar de Key West, a praia dos Estados Unidos mais próxima de Cuba, o mais perto que eu estive do Caribe). Pensou? Toma nota no teu caderno.


Eu tenho total certeza que você pensou em emoções e sensações diferentes. E olha só, estamos falando de duas tonalidades de azul, uma mais fria e uma mais quente.


Mas não acaba aí. Composições das mesmas cores em proporções diferentes terão impacto nas emoções que transmitem. Vamos a ver um exemplo: pensa na primeira ideia e emoção ao ver uma pessoa que veste preto. Pensou? Toma nota no teu caderno. Agora pensa na primeira ideia e emoção ao ver uma pessoa que veste preto e sapatos vermelhos. Pensou? Toma nota no teu caderno.



Eu tenho total certeza que você pensou em emoções e sensações diferentes. E olha só, estamos falando sim de cores diferentes, mas em uma proporção muito pequena.

Imagino que a esta altura você já entendeu como é importante conhecer de Psicologia das cores e das tonalidades e saber usar na prática conceitos da Teoria das cores como luminosidade, saturação, temperatura, contraste e composição.


E mais duas coisas muito importantes:


1. Antes de sair escolhendo cores ou combinando cores você precisa ter clareza do seu objetivo de comunicação e traduzir ele nas emoções e sensações que deseja transmitir.


2. Exceto quando escolhemos cores para nós mesmos, em todos os outros casos é preciso prestar atenção no outro, é preciso conhecer o nosso cliente, público target ou grande mercado para o qual estamos criando. Isso porque ainda quando as cores são universais, sua percepção é pessoal.


Esse é o segredo para escolher as cores que comunicam as emoções certas: ter certeza do que deseja comunicar, colocar o foco no outro (exceto quando escolhemos cores para nós mesmos) e então sim, usar sua intuição colorida aliada à força das tonalidades, dos contrastes e das composições.

Agora é com você, bora colorir e escolher as cores que comunicam as emoções certas!


Abraço colorido!


Felicitas