CANSOU DO ÓBVIO? VEJA 6 FORMAS DE VARIAR SUAS COMBINAÇÕES.

Café, com leite. Presunto, com queijo. Cinema, com pipoca. Domingo à noite, com preguiça. Há pares que combinam tanto que nem pensamos como são óbvios. Você repete meio que no mecânico sem variar ainda quando há possibilidades de novos pares esperando por uma chance. Você já captou a ideia: hoje vou falar de como parar de ser óbvia e variar nas combinações. Ou poderíamos dizer: como combinar cores "fora da caixa".

Você já pensou o que é ser óbvia nas combinações?

Pode ser alguma destas situações:

  • Ser óbvia pode ter a ver com ser previsível e aqui é preciso ter cuidado porque o ser previsível tem a ver com o contexto, ou seja: dentro de determinado contexto você propõe combinações típicas do contexto. Vou usar um exemplo do meu mundo de interiores: vou decorar um quarto de bebê e uso cores pastel. Deu para entender? É previsível. Você pode pensar como seria no teu mundo colorido usar sempre as mesmas combinações previsíveis.

  • Ser óbvia também pode ser usar as mesmas combinações (ou muito similares) em todos os projetos, ou seja tudo fica meio que com a mesma cara, o tempo todo você está propondo mais do mesmo sem novidades.

Nos dois casos, ser óbvia nas combinações, pode trazer alguns problemas como estes: você cansa de fazer sempre o mesmo e fica chato, você nunca aumenta o repertório porque não aprende nada de novo, o teu portfólio é tudo igual sem personalidade para diferentes projetos... com o tempo o teu portfólio pode ficar desinteressante.


>>> E aqui preciso fazer mais um esclarecimento: há vezes em que fazer o tempo todo, tudo igual é positivo porque você cria uma identidade própria, você cria uma assinatura pela qual as pessoas te reconhecem. Eu não sou contra isso. Mas, preciso dizer que nunca vi uma pessoa criar uma identidade própria acima de algo previsível e óbvio. Dá para entender a diferença?


Dito isto quero te contar 6 formas de variar suas combinações e pensar as combinações "fora da caixa".

1. Combinar cores fora do contexto.

Seguindo com o exemplo do quarto de bebé, combinar cores fora de contexto seria começar a combinar com um objetivo de não usar no quarto de bebê cores pastel. O que é exatamente oposto às cores pastel? Podem ser cores escuras ou também cores vibrantes. Ou até as duas, cores escuras e cores vibrantes. Já pensou?


Fonte: https://thehousethatlarsbuilt.com/ - https://dittesvanfeldt.vimedbarn.se/

2. Combinar cores em forma inusitada.

Esta forma é uma variação da anterior e seria algo assim: se eu quero comunicar elegância e seriedade com cores o primeiro que penso é em não usar amarelo porque amarelo é a cor da alegria. Concorda? Então algo inusitado seria comunicar elegância e seriedade usando amarelo. Aqui a questão é: como teria que ser esse amarelo para passar seriedade? Com quais outras cores deveria estar junto para passar seriedade? Em qual proporção ele deveria aparecer para passar seriedade? Aqui cada um precisa pensar em como seria isso na sua atividade, da forma que usa cores.


Veja que no exemplo, na primeira foto não aparece o amarelo. Na segunda foto quando ele aparece e pela forma que foi usado, é inusitado não óbvio. Fonte: Pinterest.


3. Combinar cores com um repertório ampliado.

Porque é preciso quebrar a inércia do que é obvio para cada uma de nós. Esta forma consiste em fazer primeiro uma autoanálise para saber qual é a tua zona de conforto para depois ir buscar conscientemente como ampliar o repertório com o novo. Por exemplo: com o tempo eu entendi que minha zona de conforto são as cores mais escuras e densas. Para ampliar o repertório eu preciso ver e entender sobre aquilo que me falta: cores pastel por exemplo, aquelas tonalidades mais claras e suaves. Eu amplio o repertório olhando referências, treinando o olhar com materiais em tons pastel e em última instância... trazendo essas tonalidades pastel para os meus projetos quando precisa delas.


4. Combinar cores usando a natureza como inspiração.

Esta forma consiste em ir buscar referências coloridas com a mãe natureza que tudo sabe e tudo pode quando se trata de combinações. Sempre quando olho à natureza vejo nela muita liberdade e isso me inspira demais. Acredito que o tempo todo estamos "recriando" combinações de cores que já existem na natureza portanto não vejo problema em ir buscar nela novas paletas nada óbvias para os nossos projetos.


>>> Costumo postar em @coreslovers combinações inspiradas na natureza como éstas.


5. Combinar cores usando um passo a passo até ganhar "músculos" de tanto treinar.

Uma forma de sair do óbvio é também usar um passo a passo, tal como ensino no Curso online Como Combinar Cores sem errar, que tem o objetivo de possibilitar uma forma de pensar cores para quem quero fazer algo diferente do que já vem fazendo, para quem se sente inseguro de fazer diferente e para quem deseja ampliar o repertório. Seguir o passo a passo te leva a considerar novos elementos nas combinações e experimentar. Aplicar o método durante um tempo vai te dar treino e "músculos" para se aventurar ao novo.


6. Combinar cores usando técnica junto com a sua intuição.

E a última forma de sair do óbvio muito bem poderia ser a primeira e mais importante: acordar sua intuição colorida e guiar suas escolhas de cores pelo seu "sentir". O que quer dizer isto? Você já viu alguma vez uma criança estar em dúvida sobre qual cor usar em um desenho? Você já viu alguma vez uma criança com medo de colorir? Eu nunca vi. E posso imaginar que nunca verei. Porque as crianças usam cores porque usam, tão simples quanto isso. Elas se guiam pelos seus impulsos coloridos e pelo sentir. Voltar a ser criança é impossível mas, trazer o sentir da criança para tuas combinações é um escolha e uma descoberta que está nas tuas mãos.


Variar suas combinações de cores usando uma ou todas estas formas de sair do óbvio é similar a pensar café com licor, presunto com melão, cinema com chocolate e domingo à noite com agito. Sair dos pares mecânicos e combinar cores fora do contexto, combinar cores em forma inusitada, combinar com repertório ampliado, combinar cores com a natureza como inspiração, combinar com um passo a passo e combinar cores usando sua intuição colorida.


Já pensou? Saia do óbvio e varie suas combinações!


E depois de experimentar passa pelo direct de @coreslovers no Instagram e me conta como foi a experiência. Vou adorar saber!


Nos vemos daqui 7 dias!

Abraço colorido.

Felicitas