top of page

A FORÇA DAS TONALIDADES, NA PRÁTICA.

Estamos acostumadas a ver cores, certo? E se eu te digo que é precisa escutar as cores? Muito longe da sua realidade? Se for assim é porque ainda não mergulhou na maravilhoso mundo das tonalidades das cores. Violeta, Vermelho, Laranja, Amarelo, Verde, Azul... se é nelas que você coloca seu foco de atenção, deixa te contar que talvez sua visão esteja um pouco míope.


Que as cores falam é um fato. Vou te ajudar a entender isso na prática. Imagina que as cores falam. Sim, elas falam e você escuta elas falando. Vamos ao exercício prático.


Você está escutando falar um rosa bebê, como ele fala? Fecha os olhos e escuta o rosa bebê falando. Agora escreve em uma folha de papel de que forma você escutou o rosa bebê falando. Repete o mesmo exercício, mas imagina que você está escutando falar um vermelho vivo. De novo, escreve em uma folha de papel de que forma você escutou o vermelho vivo falando.


Foi? Ainda tem mais, se gostou da brincadeira (que é muito séria por sinal, se você é profissional das cores) agora imagina que quem está falando é uma cor vinho. Continua tomando nota na tua folha de papel de que forma o vinho fala. E se ainda está com fôlego, faz o mesmo com um rosa antigo.


Faz uma pausa e antes de seguir adiante releia suas notas sobre como falou o rosa bebê, o vermelho vivo, o vinho e o rosa antigo. Foi igual? Foi diferente? Reflete sobre isso.


Todas essas 4 são tonalidades de um mesma cor que é vermelho. O rosa bebê é um vermelho mais claro e limpo; o vermelho vivo, bom, é vibrante e cheio de energia; o vinho, é um vermelho mais escuro; e o rosa antigo, é também um vermelho mais claro porém mais apagado.


Isso que destrinchamos acima são as dimensões de todas cores, que são luminosidade (quão clara ou escura é uma cor) e saturação (quão vibrante ou apagada é uma cor). E sim, entender essas dimensões é fundamental para compreender como é que as cores falam, ou dito de outra forma, como é que as cores comunicam.

Aprendemos que vermelho é a cor do amor, certo? Agora eu que te pergunto: o amor de um vermelho vivo, de um rosa bebê, de um vinho e de um rosa antigo é o mesmo?


Que tipo de amor representa um vermelho vivo? Que tipo de amor represente um vinho? E um rosa bebê? E sim, você já sabe, um rosa antigo é muito diferente de um rosa bebê.


Isso é o que eu chamo a força das tonalidades. As tonalidades das cores, se são mais claras ou mais escuras, mais vibrantes ou mais apagadas, é definitivo para compreender de que forma elas comunicam.


Pode ser que a esta altura você esteja se perguntando: mas... como? Eu venho estudando psicologia das cores, li o livro inteiro da Eva Heller e ela não menciona nada sobre tonalidades. Pois é, bem vinda ao mundo das cores para valer! Eva somente menciona o rosa como uma cor diferente do vermelho pela força do simbolismo do rosa... mas a força de tonalidades se faz presente em todas as cores.


Azul bebê, verde menta, amarelo manteiga, verde esmeralda, lilás... todas as cores se manifestam em infinitas tonalidades. E deixa te contar a maior das verdades: tonalidades importam mais do que cores. Pois é, assim de verdadeiro. Saber ver e escutar as tonalidades é condição de sucesso para falar a língua das cores com propriedade.


Vamos ver em um mini-curso como a luminosidade e a saturação impactam na forma em que as cores falam e em consequência de que forma elas comunicam:


- Cores claras são todas as que trazem branco na sua mistura; elas passam sensação de descanso, quietude, inocência e/ou relaxamento. São cores que falam mais baixo, podem falar mais ou menos em sussurro, mas sempre com calma e devagar, em forma pausada.

cores claras

- Cores escuras são as que trazem preto na sua mistura. Essas tonalidades transmitem seriedade, sofisticação, maturidade e/ou dramaticidade. São cores que também falam mais baixo mas ao mesmo tempo são cores mais graves. Há uma densidade maior nestas cores que podem fazer que a conversa fique mais lenta e pesada.

cores escuras

- Cores vibrantes são todas aquelas que mais se aproximam da versão “pura” da cor, são muito vistosas e atraem muito o nosso olhar, chamam muito a nossa atenção. Estas tonalidades inspiram excitação, alegria, movimento, ação e/ou dinamismo. Sempre falam mais alto e também um tanto agudo, falam em ritmos mais rápidos e intensos.

cores vibrantes

- Cores apagadas têm cinza na sua mistura. São cores de alguma forma similares às cores claras, mas dependendo de quão “sujas” elas sejam, podem parecer sérias, sem vida ou antigas. São também cores que falam mais baixo, talvez mais silenciosas do que as próprias cores claras. Elas têm uma cadência mais lenta, pode até chegar a ser entrecortada.

cores apagadas

>> E uma última dica muito, mas muito importante: lembra que as cores são relativas e é na comparação que as características das cores se revelam. Assim uma cor que é clara do lado de outra, pode ser mais escura se comparada com uma terceira. ok? Pensa nisto quanto estiver brincando com suas tonalidades.


Devo dizer, mas isso ficará para um outro post, que conhecer e reconhecer a força das tonalidades também não esgota o sem fim de sensações que as cores podem comunicar. Há outros dois fatores que são definitivos: contexto e combinações. Irei abordar eles em outros posts.


Imagino que a esta altura você já entendeu quando eu digo que é preciso não somente ver cores mas também escutar as cores falando. Assim você terá real noção do que cada tonalidade comunica e poderá escolher com mais propriedade quais tonalidades combinar.


Se anima com a ideia de ter a minha ajuda para ficar muito boa em combinar cores, entre na LISTA VIP para saber em primeira mão tudo sobre a 2a turma do curso COLORir que será em setembro este ano. Clique aqui para entrar na lista VIP.


livro digital Use Cor sem medo por Cores Lovers

Abraço colorido :)

Felicitas


faça download de O guia visual das 100 tonalidades de Cores Lovers

Kommentare


logo Cores Lovers
bottom of page