6 MOTIVOS PARA USAR A NATUREZA COMO INSPIRAÇÃO

Em um mundo hipertecnológico e hiperconectado onde passamos grande parte do dia olhando para telas considero um ato libertador olhar para fora. Todos que usamos cores - seja em forma pessoal na nossa casa e nossas roupas ou em forma profissional - em algum momento precisamos de uma dose de inspiração. Não há outro local possível para semelhante desafio do que a natureza. E não estou falando de nada mirabolante, com grandes processos ou palavras difíceis. Estou falando de um ato tão simples como abrir a janela, olhar para fora e ver. 

Eu sempre digo que precisamos “Deixar a cor entrar" e isso é também uma forma de inspiração da natureza. Se pensamos no mundo natural ele é colorido. A cor está la fora, sempre esteve e sempre estará, tão simples quanto isso. Como criadores do nosso mundo “artificial” podemos escolher emular a natureza ou não. Mas para ser sincera não consigo achar motivos para querer me afastar do mundo natural. E pelo contrário encontro inúmeras razões para manter os meus olhos e minha atenção voltada para fora. Deixa te contar quais são, na minha opinião, esses motivos. 

1. Beleza

O primeiro motivo é muito pessoal porque eu considero a natureza bonita. Pássaros coloridos, flores em buquês naturais, horizontes intermináveis, montanhas majestosas, árvores frondosas, as sombras que essas árvores produzem, borboletas dançantes, o fluir da água em um riacho, um pôr do sol alaranjado, a noite escura em silêncio. Tudo isso é belo para mim. Toda vez que me encontro em um entorno natural algo acontece em mim que saio melhor do que entrei. Eu gostaria muito que isso acontecesse também com você e essa busca passasse a ser uma necessidade também sua. 


2. Fonte inesgotável

É curioso que todo este post começou com a constatação de que em algum momento todos que usamos cores ficamos sem ideias, ou queremos sair do lugar comum, ou desejamos fazer algo diferente do que vínhamos fazendo. Olhar para a natureza é exatamente o contrário: é uma fonte inesgotável de paletas de cores. E elas mudam! Poderemos ver essas cores mudar ao longo do dia, ou até ao longo do ano e das diferentes estações. Ou seja, a natureza te dará paletas em quantidade infinita e sempre novas. Acredito que seja um dos únicos momentos em que vocês vão me escutar dizer que "mais é mais” e tudo bem!

3. Liberdade

Este seja talvez um dos pontos principais pelos quais sou defensora firme de não somente buscar inspiração mas literalmente copiar a natureza. Com risco de estar dizendo uma burrada (no fim das contas estou escrevendo a partir das minhas simples observações e sem embasamento teórico nenhum) acredito que a natureza é livre como ninguém na hora de usar cores. Claro que todos os seres vivos carregamos um código genético pelo qual nunca veremos um urso pardo pink, mas mesmo assim vejo na natureza paletas que não seguem fórmulas ou regras das tal ditas “harmonias das cores” e isso para mim é suficiente para querer me parecer com ela. Sou uma férrea defensora do uso das cores com liberdade, sem regras e fórmulas. Sim é necessário estudar teoria da cor se você é profissional das cores, mas não podemos reduzir o ato de criar composições coloridas a seguir uma regra de escolher uma cor em um círculo e pular 2 para direita ou 2 para esquerda, somente como exemplo. E me animo a dizer isso exatamente porque são inúmeras as referências de paletas da natureza que mexem comigo e nas quais o que vejo é liberdade, tudo o oposto a uma fórmula. 

4. Inesperado

Eu acho que o fator surpresa de olhar a natureza tem mais a ver com o nosso desconhecimento do que com outra coisa, mas ainda acho válido. Semanas atrás estava na praia e bem do meu lado pousou um pássaro super colorido, sua beleza me cativou e chamei meu filho para ver junto comigo antes dele voar longe. Depois procuramos na internet e vimos que chama Saíra-militar e é uma ave natural da Mata Atlântica. Seu colorido verde, amarelo-esverdeado, vermelho e azul é ímpar. Quando visito a minha mãe na Argentina todo ano em Outubro que é a floração principal de seu jardim com mais de 900 plantas de rosas sempre me surpreendo com a beleza das flores e suas cores. É uma quantidade absurda de flores que enche o olhar e os diferentes canteiros criam pequenas paletas de cores. 

5. Energia

Como a natureza é viva, é energia pulsante e latente, acredito que olhando para ela podemos não somente ganhar boas inspirações mas de passagem nos alimentar de parte dessa energia. Quando olhamos para uma planta, para um flor, para um animal, para uma paisagem ela se mexe, ela respira, ela vive. Estar na natureza e observar a natureza alimentam diferentes sentidos e essas sensações mexem com a nossa compreensão do mundo, com a nossa memória e com sentimentos e ideias associadas. Nunca seremos os mesmos depois de uma boa imersão na natureza. Sempre sairemos re-energizados.

6. Re-Conexão

Tem crescido em mim cada vez mais a ideia de que todos, nós e o mundo, somos parte da mesma semente criativa. Não vou aqui teorizar sobre criação ou evolução, até porque, acho que serve para as duas correntes de pensamento. O universo e nós compartilhamos a mesma origem e portanto todas as cores do universo estão contidas em você e estão contidas em mim, somos todos um. Você, eu e o Universo temos dentro de nós todas as cores e todas as combinações possíveis, estamos no campo das infinitas possibilidades. Portanto se todas as cores já estão em você, se todas as cores já estão em mim, somente resta acessar essa sabedora infinita e fazer uso dela da melhor forma possível. Se não estamos fazendo isso ainda é porque nos desconectamos da nossa natureza e precisamos nos reconectar. Acredito fortemente nisto, na reconexão com as cores no nosso interior, e observar a natureza é um dos tantos caminhos para essa reconexão.

Como você pode ver minha abordagem é muito simples, produto da minha observação e da minha experiência, mas do que grandes teorias de nomes difíceis. Sou uma apaixonada pela natureza e acredito fortemente que nela há muitas respostas para os dias de hoje e para os nossos devaneios de criação. Enxergo uma oportunidade concreta de nos conectar com o mundo natural, de abrir a janela e observar. Espero ter dado a você bons motivos para vir junto comigo nessa jornada de descobrir novas cores lá fora. 


Todas as fotos deste post são fotos de viagens e de encontros com a natureza, todos inspiradores! Foto 1: no sítio da minha mãe com as amapolas em esplendor, Pergamino, Argentina. Foto 2: uma linda borboleta na calçada perto de casa, São Paulo. Foto 3: flor de cacto na entrada do hotel no Cabo San Lucas, México. Foto 4: no passeio para visitar os geysers de Tatio em San Pedro de Atacama, Chile. Foto 5: uma lagoa perto de San Pedro de Atacama, Chile. Foto 6: uma linda flor no jardim da minha mãe, Pergamino, Argentina.


Abraço colorido!


Felicitas



Felicitas Piñeiro. Diretora Criativa e fundadora.

Especialista em cores e designer de Interiores.

Use cores sem medo.
Não existe emoção sem cor. 
felicitas@coreslovers.com
Rua Cristiano Viana 288, Pinheiros - São Paulo

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon

© 2020 por Cores Lovers.