top of page

3 PERGUNTAS QUE TODO PROFISSIONAL DEVE FAZER NO BRIEFING

Esta semana estava na primeira aula ao vivo do curso COLORir e apareceu um tema muito valioso para todo profissional: como fazer - corretamente - o briefing com cliente em um projeto colorido.

Adoro esse tema porque está no coração do que significa usar sempre as cores certas. E isso independe se estamos falando de um projeto de interiores, de estilo, de mesa posta ou de manualidades. Trazer a visão do seu cliente quando se trata de cores é fator de sucesso e o caminho para criar algo único.


Em primeiro lugar, porque ainda que as cores são universais, sua percepção é pessoal. Ou seja, você nunca vai saber como seu cliente se relaciona com cores até que você não pergunte a ele.


E também porque fazer um projeto de cores, qualquer um seja, não é um jogo de adivinhação. Da mesma forma que o médico analisa fisicamente ao paciente e pede exames de todo tipo antes de dar um diagnóstico, o bom colorista precisa analisar muito bem todo que está em volta do seu projeto para somente depois dar o seu parecer sobre quais cores usar.


E ainda porque dessa forma, você profissional das cores, alimenta sua criatividade. Trazer informações valiosas do seu cliente coloca em funcionamento o jogo da livre associação, é combustível para a criação de um moodboard e serve para construir uma base de entendimento sobre a qual você vai somar a tua experiência e as tuas próprias vivências, o melhor caldo de cultivo para criar algo único.


É por isso que eu afirmo e reafirmo sempre que a fase mais importante de todo projeto é o Briefing. É nesse momento que se joga talvez 70% do jogo quando se trata de escolher as cores certas. Ao ponto que um briefing truncado ou, ainda pior, um briefing inexistente deixa uma enorme margem aberta para o erro.


Algo importante para dizer é que durante um briefing bem feito é bem provável que o teu cliente descubra infos valiosas dele mesmo. Tal é a importância das perguntas que você deve fazer e ainda ir um passo além, não somente saber perguntar mas também facilitar o fluir da conversa.


O que quero dizer com isto? Que não adianta somente com perguntar para o teu cliente "Qual é a sua cor preferida?", até porque é provável que ele não saiba como responder a tal pergunta por mais simples que pareça. Sabe por que? Porque a nossa memória de cores é muito fraca e é difícil falar de cores. Daí a importância de criar as condições propícias para que o teu cliente abra o coração dele para você.


A fase de briefing é a fase mais importante de todo projeto. Ela pode ser mais ou menos longa, mas em todos os casos e estas 3 perguntas devem estar sempre presentes:


A primeira pergunta é: Como você quer se sentir?


Há várias formas de indagar sobre as emoções e sensações atreladas a um projeto, umas mais diretas (como na pergunta "como você quer se sentir") e outra mais indiretas como por exemplo: O que significa para você esta (casa, look, festa... ) nova?, Quais desejos se concretizam com esta (casa, look, festa... ) nova?, O que está motivando esta transformação (casa nova, estilo novo, festa nova)?


A segunda pergunta é: quais cores comunicam para você essas emoções e sensações que deseja?


Esta pergunta é muito importante porque, lembra o que escrevi lá encima, as cores são pessoais. Portanto, se na pergunta anterior o cliente disse que ele busca "alegria" não necessariamente essa alegria se concretiza na cor amarela. Ele pode sentir alegria em qualquer cor e tonalidade, e você precisa ser muito boa ouvinte e perspicaz para escutar e até mesmo, ler entrelinhas se for necessário.


A terceira pergunta é: quais cores você não gosta?


Esta é uma pergunta necessária porque muitas vezes o cliente sabe melhor o que ele não gosta e não quer, do que aquilo que gosta e prefere.


E agora vem o mais importante: para que a conversa de Briefing seja valiosa e frutífera você precisar criar as condições certas. Em base a minha experiência a melhor forma de falar de cor é com cor nas mãos. Ter amostras físicas de cores é muito valioso nesta fase.


Sem amostras físicas nas mãos, o teu cliente pode dizer "Eu não gosto de vermelho" e na prática isso não quer dizer nada porque há milhões de vermelhos . Mais correto é perguntar: "você gosta DESTE vermelho" e sempre acompanhar a pergunta com uma amostra física.

Garantindo estas 3 perguntas na tua fase de briefing você terá melhores condições de criar algo único e sob medida para cada um dos teus clientes.


>>> Aplica esta técnica com os teus próximos clientes e volta aqui para me contar como foi.


livro digital use cor sem medo 10 conceitos vitais com dicas praticas para profissionais

Espero te ver novamente aqui na próxima semana para continuar ampliando o seu olhar do mundo colorido e destravando sua intuição colorida.


Abraço colorido!

Felicitas



Comments


logo Cores Lovers
bottom of page