3 FORMAS DE APRIMORAR O OLHAR PARA AS CORES

Quando li no livro "On Color" a primeira frase do prefácio... "Cor é uma colaboração da mente e do mundo" entendi quão importante é o processo de olhar. É fundamental para todos que vivemos neste mundo colorido e é mais fundamental ainda para todos que de uma forma a outra vivemos e trabalhamos com cor. Vou te contar tudo que entendi sobre a importância de estar continuamente aprimorando o nosso olhar e três formas práticas de fazer isso.


A cor é a sensação da luz, é uma sensação visual. Nossos olhos são receptores de estímulos visuais, que logo imediatamente viajam até o cérebro, e é ai onde a cor acontece, é no cérebro que esses estímulos visuais são traduzidos em cores. Ou seja que no ato de ver cores participam os olhos e também o cérebro.


E aqui vem a primeira constatação importante: aprimorar o olhar, tem a ver com os olhos como receptores de estímulos visuais, mas também tem a ver com cérebro e o que acontece dentro dele. Quando pensemos na primeira parte da equação, que os olhos sejam melhores receptores de estímulos visuais, isso tem a ver com o que eu chamo "olhar mais" e "olhar melhor".


Olhar mais se refere a ter uma atitude conscientemente aberta e disposta para observar, também podemos dizer "querer ver" ou seja propositalmente reparar no mundo colorido a nossa volta, o tempo todo e em todo lugar. Olhar melhor se refere a perceber não somente as cores mas também a enorme riqueza de tonalidades e toda a sutileza existente nas variações de tons. Se olhamos para esta imagem vemos que as jabuticabas ainda não são pretas, há umas verdes e outras moradas.



Para entender a segunda parte do "ato de ver cores", quando o cérebro traduz os estímulos visuais em cores, vale a pena fazer uma pausa para antes compreender como funciona o cérebro. O nosso cérebro é um grande repositório de experiências visuais: todas as experiências coloridas desde o dia em que nascemos até hoje são processadas e de alguma forma catalogadas pela fabulosa maquinaria que é o cérebro.

Quando o cérebro recebe estímulos visuais vai buscar no seu catálogo de respostas para as cores o que ele já aprendeu e resolve o problema de forma tão rápida que se torna subconsciente. Se perguntamos para o cérebro: de qual cor é o céu? Ele não vai se tomar o trabalho de processar todo novamente... ele responderá em forma rápida e eficiente: azul. De qual cor é a grama? Verde. De qual cor é o cimento? Cinza. E assim vai.


Portanto, agora posso afirmar junto com você que "olhar melhor" também tem a ver com não deixar que o cérebro responda todas as perguntas de cores em forma instantânea e sem pensar... mas que pare, observe, pense e então, responda.


É, por exemplo, olhar para uma árvore e reparar que as folhas não são somente verdes mas que há algumas verdes mais claras, outras verdes mais escuras, algumas verdes amareladas, algumas quase pretas porque ficam escondidas e não recebem luz. É olhar para a água do mar e reparar que não é sempre azul mas há momentos em que é azul acinzentado, outros é azul esverdeado e até pode ser marrom.


É simples perceber que não é possível usar bem aquilo que desconhecemos. Como por exemplo se você vai cozinhar é preciso conhecer antes os ingredientes, saber qual é o sabor de cada um, saber o que é pouco ou muito de cada ingrediente, saber como se mistura com outros ingredientes... e assim vai. Com as cores é igual. Não será possível usar e escolher bem cores se você não as conhece.


Essa é a importância de aprimorar o olhar, de olhar mais e olhar melhor e consequentemente estar o tempo todo ampliando o seu repertório ou vocabulário colorido.


O que acontece se você não pratica aprimorar o seu olhar? Algo bem simples. Será muito difícil explorar novas cores e novas combinações, é possível que você acabe repetindo paletas que são da sua zona de conforto. E também será mais difícil calibrar diferentes tonalidades nas suas paletas de cores. E quando digo "calibrar tonalidades" me refiro ao jogo delicioso de escolher entre cores mais claras, ou mais escuras, ou mais vibrantes, ou mais apagadas, ou mais quentes, ou mais frias nas suas combinações.


Pelo outro lado, aprimorar o seu olhar em forma contínua, ou seja olhar mais e olhar melhor o tempo todo sem deixar que o cérebro engane, isso será o ponto de partida para explorar toda sua criatividade em cores que não é mais do que vislumbrar novas possibilidades e novos usos para as cores porque o seu vocabulário colorido será imenso e cada vez maior.


Agora que você já viu a importância de aprimorar o seu olhar, vou dividir com você 3 formas de aprimorar o olhar que eu pratico com frequência e que têm sido muito importantes para o meu desenvolvimento como especialista em cores.


Observar mais e melhor a natureza. Ainda que pareça repetido já que anteriormente falei tudo sobre o que é olhar mais e melhor, vale a pena reforçar a importância de fazer isso na natureza. Ela é a grande mestra das cores, quem usa cores com total liberdade, sem regras, nem fórmulas. O nosso sonho de consumo. É dela que devemos aprender.


O meu conselho aqui é que você abra o seu olhar, repare nas cores primeiro, nas tonalidades depois e por último nas sutilezas. Use seu celular para fazer fotos se for importante guardar essas imagens para criar uma memória de paletas coloridas da natureza. Pode ser que estas mesmas fotos sirvam para exercitar com a terceira forma que vou te propor mais adiante neste mesmo post.




Experimentar misturando cores de tinta. Este é um exercício muito rico que consiste em misturar cores para criar uma paleta colorida a partir das 3 cores primárias, usando também branco para clarear, preto para escurecer e da mistura de preto e branco, cinzas para apagar as cores.


O meu conselho é que você faça isso usando um kit de tinta guache que chama TGA. Este kit já vem com 5 cores que são: as 3 primárias (magenta, ciano e amarelo), branco e preto. Há uma vantagem em usar este kit com magenta e ciano em lugar de vermelho e azul que é conseguir uma paleta de cores mais ampla e rica. Se você decidir experimentar usando as primárias vermelho, azul e amarelo vai ver que muito rapidamente as cores resultado da mistura vão ficar escuras e muito rapidamente você vai chegar a um marrom escuro ou quase preto.


Além de misturar as cores criando laranjas, verdes, violetas, laranjas amarelados, verdes azulados, lilases, rosas apagados, laranjas pêssego, marrons e beges... entre milhões de cores que você pode criar, também pode fazer o exercício de ter uma amostra de cor como target e misturar as cores até chegar exatamente à mesma cor da amostra. Esse é realmente um exercício avançado que vai te trazer um aprendizado imenso sobre como a cor funciona na prática.



Criar paletas de cores digitais. Este é um outro exercício que consiste em fazer a leitura de cores de uma imagem no computador e a partir dela criar uma paleta de cores. O tempo todo você estará trabalhando no computador em forma digital, é uma forma "limpa" e prática de mexer com uma infinidade de cores e tonalidades.


Para criar estas paletas você vai precisar de um editor de imagens e uma foto colorida. No editor de imagens você vai usar as seguintes ferramentas: conta gotas para fazer a leitura das cores, formas geométricas para criar os círculos ou quadrados que vou pintar e o balde de tinta para colorir as formas.⁠



Criar paletas de cores digitais além de ser gostoso e ter como resultados um material valioso para usar em fases iniciais de projeto e dividir com clientes, é um excelente exercício para o olhar. E digo isto pela minha própria experiência. Eu crio paletas de cores digitais desde 2012, fazem exatos 10 anos e realmente acredito que tem me ajudado muito a aprimorar o meu olhar. É um exercício que sempre recomendo.


Se você quer ver como eu crio minhas paletas de cores digitais na prática, clica aqui neste video, ou este, ou este outro.


Agora é com você! Para ampliar o seu repertório colorido, ter um vocabulário de cores mais fluido, conhecer melhor as cores que são a nossa matéria prima na hora de criar combinações... exercita com estas formas de aprimorar o seu olhar, o tempo todo e em todo lugar. Veja qual destas 3 formas faz mais sentido para você e vai em frente!


Obrigada pela companhia!

Abraço colorido. Felicitas