top of page

COMO COMBINAR CORES COMO UMA COLOR DESIGNER

Se há algo que ocupa a mente de todo Color Designer é combinar cores. Respiramos cor, nos alimentamos de cor todos os dias, mantemos um espírito curioso e transformamos a observação do mundo ao nosso redor em um estilo de vida.


Saber combinar cores é mais do que fundamental para todo Color Designer. É tão essencial quanto saber escrever para um jornalista ou entender como funciona um forno para um chef. E, veja bem, um Color Designer não sabe combinar cores porque é mais inteligente; é simplesmente porque fazemos isso todos os dias, o tempo todo.


Combinar cores é uma habilidade, e como toda habilidade, pode ser aprendida. Todo Color Designer melhora com o tempo à medida que ganha experiência e prática.


Isso me lembra o quão importante é sempre enfatizar que não existem fórmulas para combinar cores.

Não significa que não haja processos. Uma fórmula sempre produzirá o mesmo resultado. Um processo, por outro lado, pode levar a resultados diferentes dependendo das variáveis envolvidas.

Todos os Color Designers possuem processos, ou seja, têm conhecimento sobre "o que" precisa ser feito para combinar cores de maneira inovadora, e repetem esses passos com especial atenção às informações que servem de entrada.


Parece pouco criativo? Falar sobre processo no mundo das cores pode parecer estranho? Isso pode indicar que você ainda está aplicando fórmulas para combinar cores ou que não percebeu o valor que as cores podem agregar ao seu projeto ou produto.


Vou compartilhar 3 passos que eu considero essenciais no meu processo de combinar cores.

  • Analiso cuidadosamente o contexto antes de começar a combinar cores. Isso porque as cores existem sempre em um contexto. Entender e conhecer o público alvo, entender o momento, entender o local, são todas variáveis definitivas para o sucesso (ou não) de uma combinação de cores.


  • Ajusto as tonalidades nos mínimos detalhes até que transmitam o conteúdo emocional adequado. Calibrar as tonalidades pelo seu matiz, temperatura, luminosidade e saturação é um exercício tão necessário como respirar. É nas sutilezas que os muito bons projetos cromáticos se destacam.


  • Valido minhas paletas de cores em diferentes esquemas até sentir que encontrei a solução certa. A proporção em que as cores são usadas é uma outra variável que se negligenciada pode dar muito ruim, muito mesmo. É preciso testar com diferentes esquemas e experimentar até chegar na combinação exata.


Todos estes passos você pode replicar na sua atividade. Eu aplicava esses passos quando fazia projetos de interiores, quando ainda faço consultorias de cores para cores de tinta em interiores e quando faço projetos de identidade cromática.


Contexto, tonalidades e paletas/esquemas de cores, são o coração do trabalho de todo color designer. Você também pode combinar cores como uma color designer. Lembra sempre disso!


Nos vemos daqui 7 dias.

Abraço colorido.

Felicitas



Comments


logo Cores Lovers
bottom of page